Nota Biográfica

autoret

Pedro Ferreira, natural e residente no Porto.

Na área da fotografia desde cedo começou a experimentar, com oito anos, após lhe ter sido oferecida a sua primeira máquina. Em 2001 concluiu o Curso Profissional de Fotografia no Instituto Português de Fotografia e mais tarde frequentou várias formações adicionais no CENJOR (fotojornalismo, escrita jornalística, assessoria e rádio), tendo obtido Carteira Profissional de Fotojornalista.

Pontualmente lecciona formações por iniciativa própria ou como convidado de instituições públicas e privadas de ensino e formação na área da fotografia.

Fez estágio profissional no JN, trabalhou durante dois anos até ao encerramento do Comércio do Porto de onde transitou para O Primeiro de Janeiro.

Tem colaborado com vários órgãos de imprensa, entre jornais, revistas e publicações online. Publica regularmente trabalhos em órgãos de comunicação social internacional através da agência internacional noticiosa Demotix, da qual se tornou colaborador efectivo em 2011 com atribuição de Carteira Internacional de Fotojornalista, daí transitou para os serviços de imagem da Corbis e mais recentemente para a Getty Images com a aquisição do grupo. É também, desde 2016, colaborador permanente da Pacific Press Agency.

Colabora regularmente com duas revistas de arte da Galiza (ArtGaliza e Cine Foto). Foi colaborador e desempenhou funções de direcção no Jornal Universitário do Porto e do Núcleo de Jornalismo Académico do Porto, onde também colaborou na revista “aguasfurtadas”. Para além do fotojornalismo passou também pela fotografia de estúdio na produção de material gráfico para publicidade e moda, trabalhando com marcas e serviços transnacionais.

Ocasionalmente participa em projectos cinematográficos, desempenhando funções na direcção de fotografia. Nesta área foi premiado com o 3º Prémio no Festival de Cinema Juvenil Europeu em 2003.

Participou em várias exposições colectivas das quais: “Estradas que falam”, no Porto, “Porto Escondido” na Galeria Espaços JUP, no Porto e na Beco com Saída em Braga com “Memórias de uma cidade”, esta última em consequência de dois prémios: 1º Prémio na Categoria Preto e Branco e 3º na Categoria Cores. Também participou na exposição “Caretos e Carnavais” com uma menção honrosa. Em 2009 recebeu o 2º Prémio de Fotografia, atribuído pela Associação Comercial e Industrial de Barcelos, na categoria Preto e Branco. Em 2010 participou na exposição de fotografia organizada no âmbito do projecto “Arte Feminista” patente na galeria do espaço “Cadeira de Van Gogh”.

Foi fotógrafo oficial e exclusivo do 110º Aniversário do Café Progresso no Porto.

Em 2012 fez parte de um colectivo de fotógrafos convidados a retratar a Torre dos Clérigos a propósito do seu 250º aniversário que culminou numa exposição no edifício da Torre.

Em 2013 participou também na exposição colectiva, “Porto na Mira” sobre a cidade do Porto, no Espaço Mira Fórum.

Tem duas fotografias seleccionadas e publicadas no livro “Dead Combo 10 Anos de Vadiagem Fotobiografia”, pela Chiado Editores em Novembro de 2013 e uma dessas fotos na Exposição com o mesmo nome a propósito do concerto de 10 anos no espaço da Galeria Zé dos Bois em Lisboa.

No ano de 2014 no âmbito de um projecto de trabalho comunitário e de teatro  construiu a exposição “Transumância” que acompanhou a peça de teatro respectiva e esteve exposta: no Teatro Municipal da Guarda, na Centro Cultural de  Famalicão da Serra, na Moagem – Cidade do Engenho e Artes no Fundão,  na Quinta da Caverneira na Maia e no Teatro Helena Sá e Costa no Porto.

No ano de 2013 e 2015 foi fotógrafo oficial do II e III Encontro Internacional de Narração Oral – Porto de Contos, organizado pela Escola de Narração Oral.

Teve em funções editoriais na Deriva Editores para além de ser responsável por várias fotografias e concepção gráfica de capas do catálogo da editora.

É fundador e Director de Comunicação e Fotógrafo da Teatreia – Associação Cultural / Teatroensaio, onde também desempenha funções de Redactor na revista anual “Ensaios de Teatro” e membro do júri do concurso anual de dramaturgia “DramaTens”.

De Janeiro de 2012 a Dezembro de 2015 foi formador de audiovisuais e de intervenção cultural no Projecto Catapulta, da 5ª Geração do Programa Escolhas, promovido pelo SOS Racismo.

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s